abanca cabron
nordeste ferve abanca cabron
lyrics

Duartt:

Essas Track é contraindicada em caso de pela

Fechadão com os Sequela

Ao persistir os sintomas, eu aplico um boa noite Cinderela

Os Tanganuaru tromba minha ABanca e já se treme

Isso é puro Swing, métricado em cima dos BPM

Tu chama pra um Round de PVP noiz Owna o Game

Muita cautela pra o furo do Raca não ser na minha berma da SUPREME

Eu não me estendo

Dizem que eu sou louco, não compreendo

Larguei os Speed's pra fica Slow

Pique Top Gear da Nintendo

Nem eu me entendo

De algumas coisas me abstendo

Ultimamente "My n***a"

Só estou acreditando vendo

Minha Homilética, pouco se fudendo pra sua ética

Cética, até da uma sacada na minha métrica

Técnica, eu nunca precisei de cota étnica

Épica, Rítmica é pica

7-CO:

Pa**am se os anos e eu to mais frenético chapa

Mirei no topo, é o topo ou nada saca?

É ABanca no game Cabron

Eu e meus mano bolando um som

Eu quero la plata com o suor do meu trampo

E cada verso marca um período, um tempo

Mas eu to no game, eu vou jogar

Bico de grilo que pela só fica de olho me esquivo pra conectar

Me diz como é que tá, é nós que ta, se eu não pago minhas contas como eu vou quitar?

Quero minha família no lugar mais alto onde eu possa chegar

Nordeste Ferve e eu vim pra inflamar, meu RAP mostra muito bem o lugar onde eu tenho que tá!

Karaú:

Sempre sonhei fazer o que eu faço

Me desejaram fraca**o

Nem sabia se era fácil

Busquei conhecimento ao máximo

Com a mente blindada

Derrubei vários otários

E nem ligo pra esses buchas que me quiseram por baixo

Eu dropei fitas

Loucas fitas

E das intrigas que me intrigam

Eu vi minha firma prosperar

Formação completa, rola Beat e Cash

Um salve pra os la de dentro é só pra quem conhece truta

Continuação da meta ainda é o Cash

Meu som vira trilha sonora do Breaking Bad

Euro:

Na neblina que noz surge, quando vê levou na testa

Broto que nem Freddie Krueger, vê meu vulto pela fresta

Sou a praga que empesta, se esconder é o que te resta

Sai correndo pro jardim, e o teu enterro é na floresta

Que a mata ali do Bessa

Se gritar, espernear e se chorar não interessa

Anda na picadilha certa,que se não o nó aperta

Se tiver no erro, e me ver na rua, atravessa

Meu chapa não paga de Jão sem braço não se esqueça

Se não além do braço, cabaço perde a cabeça

Eu amputo a tua mão esquerda aí tu vai ter destreza

Vou deixar só com a direita, pra ver se tu se endireita!

Tad Montana:

Eu não dou um boi, Pra entrar, pra sair

Nunca me deram nada porque que eu vou dividir

Sei entrar, sei sair, então se põe no seu lugar se tu não foi chamado aqui

Vi que uns nascem pra brilhar e outros nascem pra polir

Vi que uns nascem pra beber e outros nascer pra servir

Vão querer me criticar pode pá tamo aí

Já que tudo tem seu preço então por favor "faz me rir"

Nordeste ferve de longe eu sinto p mormaço

Ponho a vida no traço, ponho fé no que faço

O que eu faço é fácil e os falso força é fato

Não fica bolachinha que é pra não ter um infarto

Eu vim foder com Jampa como se ela fosse uma vadia

Eu pago bem ela abre as pernas por qualquer mixaria

Fala baixo é o chefe! Whats up my n***a ?