abanca cabron
o que somos abanca cabron
lyrics

Tad Montana:

Compreendes Cabrón, você não me conhaque então

Não me compare Campare a Chandon

Duas taças uma garrafa de Salton

Sangue latino, ladino, é ladrão

Você não sabe de onde eu vinho

Então não me venha com blá-blá-blá de ti-ti-ti ga-gaguejou ganhou um problema

Eu sei, eu sou um furo no esquema com as rimas cadenciadas minha credencial é uma ponto quarenta

Diz que é certo pelo certo, e bem podia, até um relógio parado acerta duas vezes por dia

Ácidas dissertativas se tá neblina ele traga e se ilumina filma a fita, pode até chamar umas prima

Euro:

Estou no jogo e tropeço nunca impediu

Que ABanca continua**e, sem ouvir quem interviu titiu

Escuta os loco do Nordeste do Brasil

Com as rimas mais afiada que as espadas do k**Bill

Quadrilha Craz munida de Flow, levada e pedrada

Levada chata que inflama, não tira ABanca meu chapa

Só Punchlines sinistra, vamos dar o que falar

Escrevo o que eu quiser escrever e cês não precisam escutar

Os paga lanche, paga de louco, paga o ingresso no show quem entrar

Depois vai pra o Facebico falar merda e difamar

Opnião é igual a cu, cês sempre querem opnar

Opnião cês dão de monte, mas o cu cês não quer dar

Karaú:

Somos o que somos e sem tempo pra duas conversas

Junto dos Mc's, alguns que ainda se prezam

Em busca desse sonho louco, eu precisei fazer o que fiz

Eu tava na merda, mas falo o que penso, gerando cicatriz

Mas que se fora a porra todas, só penso em ser feliz

Nem precisei pa**ar por cima, caíram diante de mim

Os tempos nos corre e as noites de porre, me fizeram evoluir

Nos mate ou morre, Deus nos socorre e eu sobrevivi

Então não me fode, já estou mais forte, o nível é de competir

Não troco meu bonde que é Cabrone por qualquer MC

Vixe truta, os mano quer disputa

No pente um trava língua pra tu não me acompanhar

7-CO:

Minha ABanca é linha fe frente truta

Não cola filho da puta

Pa**a o rádio pros meus manos que tão sempre na escuta

A vida é dura e bate forte mas a gente se segura

E as viatura pa**a e olha mas nunca vão ta à altura

O plano ta bolado dessa vez dentro da lei

Traficando Beat e rima "grazadeus" "muitos freguês"

Eu mantendo a disciplina tipo jogo de xadrez

Articulando estratégias e lançando som pra vocês

Por isso somos o que somos, independente de burguês

Que fim do mundo nada eu temo é final do mês

Então flagra essa rima meu chapa e pergunta quem fez

ABanca Cabron se prepara que eu to na minha vez

Duartt:

Eu odeio pragmática, continuo atrás da perfeição nos meus versos com uma dialética estática

Tu tens que se conformar, nós tá que tá, minhas rimas são criações dogmáticas

Bem mais chato do que matemática, tão irritante quanto física quântica

Quando é que tá? me diz que eu quero quitar, mas por favor me desse uma antártica!

Bom RAP tem que manter a eloquência

Estudar igual ciência

Nunca perder a cadencia

Nunca cair em decadência

E que se foda toda a decência

Meu foco é nunca perder a essência drão

Me elevo na condução

Estou sempre com os meus irmãos

Fugindo de toda vacilação jão